População de Curimatá não suporta mais ‘problemas no abastecimento de água’

0
136

É preciso que o mais rápido possível medidas sejam tomadas para trazer à população respeito e dignidade.

A cidade de Curimatá fica localizada no extremo sul do Piauí, distante 761 km de Teresina. Possui, segundo o IBGE, 10.761 habitantes, uma população que não aguenta mais conviver com o problema da constante falta d’água que há anos os afetam.

Investimentos em saneamento básico precisam ser feitos o mais rápido possível, como a implantação de uma estação de tratamento de água e de uma estação de tratamento de esgoto, inexistentes atualmente.

Este é problema que não é exclusivo de Curimatá, em quase todo o extremo sul a situação é semelhante, onde a população sofre com a inexistência de água potável, como é o caso de Bom Jesus e Cristino Castro.

Saneamento básico: é a atividade relacionada ao abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e o controle de pragas e qualquer tipo de agente patogênico, visando à saúde das comunidades.

Água potável: é o nome dado àquela água que não tem cheiro (inodora); não tem cor (incolor) e não tem gosto (insípida). Para o consumo, ela deve possuir essas qualidades, e se apresentar preferencialmente fresca, ou com temperatura agradável.

Ficamos no aguardar da implantação de um novo projeto que possa de fato trazer dignidade à população.

Fonte: POrtal B1

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Por favor digite seu nome