O evento cultural já consagrado aconteceu no Campus da UFPI em Bom Jesus.

A 2ª edição do SaLiBom (Salão do Livro de Bom Jesus), a exemplo da 1ª edição, foi um verdadeiro sucesso. O evento realizado no Campus da UFPI de Bom Jesus nos dias 6, 7 e 8 de dezembro contou com a participação de milhares de pessoas de toda a região. Os organizadores estimam que foram comercializados aproximadamente 3 mil livros. O SaLiBom contou ainda com a participação de escritores de todo o país, como Gustavo Lacombe, que encerrou o evento na noite do dia 08 ministrando a palestra “O amor nos tempos de like”.

Os professores Marcos Vilhena, Alfredo Werney e Danny Barradas foram os palestrantes do primeiro dia do evento, focando principalmente no papel que a literatura desempenha em diversos campos.

Na quinta-feira (7), o cineasta e jornalista Cícero Filho ministrou palestra sobre os 10 anos do filme “Ai que vida”, dirigido por ele e sucesso de público ainda hoje. À tarde, o consagrado poeta Salgado Maranhão, apresentou uma discussão sobre Torquato Neto e a Tropicália. O bate-papo literário, às 19h, ficou por conta do trio BR-O-BRÓ, Laís Rosa, Afonso Celso e Alexandre Nolleto.

No último dia do Salibom os palestrantes foram, além de Gustavo Lacombe, José Inácio de Melo (AL/BA), o professor Cineas Santos e o professor e escritor Júnior Vianna. A banda In The Clouds e a dupla Thiago e Samuel fecham a programação cultural que teve na abertura o Grupo Acordes da cidade de Cristino Castro.

O deputado Fábio Novo (PT), atual secretário de Cultura do Piauí, esteve presente no encerramento do Salibom e conversou com a reportagem. Para ele, o apoio da Universidade Federal do Piauí, o “norral” da Fundação Quixote e os recursos destinados pela Secretaria de Cultura do Piauí (Secult) foram um “casamento perfeito” para o sucesso de mais uma realização do evento. “Saio daqui hoje convencido que é um projeto que tem muito gás e vida longa. Recebemos público recorde durante os três dias, com vários unicípios presentes, o que garantiu que o auditório estivesse lotado em praticamente todas as palestras”,
pontuou.

A coordenadora do Salão do Livro do Piauí (Salipi), Prof.ª Edilva Barbosa, também esteve presente, e disse estar impressionada com interesse dos bonjesuenses pela leitura, destacando a grande quantidade de livros vendidos. “Trouxemos para Bom Jesus excelentes livros e estamos voltando com as caixas vazias. A população abraçou a causa, todas as nossas expectativas foram superadas”, disse.

Os salões regionais do livro são realizados pela Fundação Quixote, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O evento visa dar oportunidade a novos autores e incentivar a leitura como agente de transformação social.

Fonte: B1

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Por favor digite seu nome