TCE não reconhece decretos de emergência da prefeitura de Curimatá

0
519

Os decretos de emergência permitem que os gestores realizem contratos sem licitação nas áreas em que alegam que estão com problemas.

Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) julgaram procedente inspeção realizada na prefeitura de Curimatá e decidiram não reconhecer os cinco decretos de emergência realizados pelo prefeito Valdecir Júnior.

Foi realizada a análise dos decretos de nº 02/2017, 03/2017, 04/2017, 07/2017 e 08/2017, que foram publicados de 2 a 20 de janeiro do ano passado pelo prefeito, logo depois que ele assumiu a prefeitura de Curimatá, alegando que a situação estava caótica e que precisavam ser tomadas medidas emergenciais.

Fonte: GP1

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Por favor digite seu nome