Vigia é preso acusado de estuprar crianças dentro de escola no Sul do Piauí

0
421

O primeiro suspeito teria estuprado as próprias filhas menores de 12 anos. Já o segundo, é vigia de uma escola e teria abusado sexualmente de quatro crianças de 6 anos.

A Polícia Civil de Floriano, por meio da Delegacia da Mulher, deu cumprimento, na manhã desta terça-feira (5), a dois mandados de prisão preventiva contra dois homens suspeitos de praticarem estupro de vulnerável contra crianças do município, localizado a cerca de 240 km de Teresina.

Segundo informações da titular da Delegacia da Mulher de Floriano, a delegada Nayana da Paz, o primeiro suspeito, identificado como Alan Kardec Alves Reis, teria estuprado as duas filhas, menores de 12 anos. Já o segundo, identificado como Paulo de Tarso Oliveira Varão, é suspeito de ter abusado sexualmente de quatro crianças de seis anos, de ambos os sexos, dentro da escola na qual trabalhava como vigia.

O primeiro caso chegou ao conhecimento da Polícia, após a esposa de Alan Kardec registrar um boletim de ocorrência por violência doméstica. Na delegacia, as assistentes sociais do município foram informadas que, além de violentar e ameaçar a esposa, o suspeito também teria estuprado as duas filhas.

De acordo com a delegada, a prisão preventiva foi pedida com urgência após a Polícia ser notificada que Alan Kardec também trabalhava como cuidador de crianças com necessidades especiais na rede municipal de ensino da cidade.

“No caso da criança com necessidade especial, é muito difícil que elas relatem qualquer tipo de abuso. Nós esperamos que, com essa prisão dele, os pais podem vir a se atentarem a mudanças no comportamento dos filhos e também venham denunciar qualquer abuso que possa ter sido cometido pelo suspeito”, afirma a delegada.

Vigia teria estuprado crianças de seis anos

O segundo preso, por sua vez, era vigia de um colégio particular da cidade e acusado de ter praticado atos libidinosos em quatro crianças de apenas 6 anos de idade. A Polícia Civil só tomou conhecimento dos crimes que estariam sendo cometidos pelo vigia, após uma das crianças contar para a mãe sobre ter sido vítima de abuso sexual.

Titular da Delegacia da Mulher de Floriano, delegada Nayana da Paz. (Foto: Reprodução)

“As crianças começaram a conversar entre si, sobre o que o vigia fazia com elas, e a professora viu essa conversa e indagou os alunos”, conta a delegada Nayana da Paz. Após serem levados para a diretoria e relatar os abusos, uma das crianças contou para a mãe, que foi até a Delegacia do município registrar um boletim de ocorrência.

De acordo com a delegada, para cometer os abusos, o vigia colocava as crianças no colo e tocava as partes íntimas das vítimas. Uma das crianças chegou a ser levada pelo suspeito para um depósito dentro da escola e foi vítima de estupro.   

Ambos os suspeitos negam as acusações e deverão ser indiciados pelo crime de estupro de vulnerável. A Delegacia da Mulher de Floriano está conduzindo as investigações sobre os dois casos e deverá concluir o inquérito em até 10 dias. Paulo de Tarso e Alan Kardec foram conduzidos para a Penitenciária de Vereda Grande, em Floriano.

Paulo de Tarso é suspeito de abusar sexualmente de quatro crianças menos de seis anos. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Por favor digite seu nome